Sobre o tudo e o nada!

E então… de repente do nada… não é bem assim, mas, façamos de conta que é afinal nunca nada começa do nada… surgem protestos… manifestações… quedas… muito bla bla bla obviamente com um único objetivo!

Ser o protagonista da história! O poder… aquele mesmo cantado e decantado por todos os filósofos desde a antiguidade… somos frágeis demais… somos tão mesquinhos que precisamos subjugar alguns para a melhoria de outros…

Somos almas tão pequenas nesse Universo tão espetacular que ainda acreditamos que mandamos… engana-se! A energia maior toca tudo… vira e mexe tenta mostrar as coisas por caminhos suaves, delicados e de amor… mas, qual que?! Preferimos a tortura das palavras rudes… da violência sem medida… da maluquice humana!

Pobre “Chapeleiro Maluco” se adentrasse nesse palco tão humano!

Um dia conseguiremos aprender que quem faz a história não está nos livros… não é famoso nem tão pouco tem poder…

By Helena Fraga

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo