Saudade

Saudade…

As vezes dói mais… as vezes menos, mas, o fato é que ela está ali pertinho mesmo que quietinha ou mesmo que o dia a dia nos transborde de afazeres malucos e sem conexão nos tornando aparentemente distantes de nossos verdadeiros sentires.

Há no ar os dias que relembro nossos sonhos a dois, as músicas repletas de sentido e significado ou as manhãs de domingo em que deitava em seu colo e você lia clássicos literários para mim e que invariavelmente terminavam em longas discussões filosóficas regadas pelo almoço feito a dois e o vinho escolhido com a classe de quem não era enólogo, mas, com a delicadeza de quem saboreava viver… Nas raras vezes que consigo andar solitária pela praia fica o vazio dos bancos ao longo da baía e as recordações das promessas de velhice. Não existiu a velhice a dois. Talvez porque você tinha juventude demais para apreciar a idade avançada ou talvez porque os anjos preferiram deixar que a idade avançada seja feita de magia… você cuida de mim mesmo na distância física e é na mão pousada em meus sonhos que aguarda minha chegada em outra dimensão.

Os anos vão dimensionando o inimaginável… mas, o perfume mantem-se em minha alma e o sorriso aberto e acolhedor é o ponto de refugio das noites mal dormidas ou dos dias mais tristes ou ainda quando não encontro graça nas piadas, mas, sei que está ali ao meu lado fazendo cocegas para que eu não perca o momento certo e o ponto de congruência entre os mundos paralelos que a física mais do que quântica nos aproxima. Amanhã é dia de festa. Um bolo de chocolate, um copo de espumante e um brinde. Há uma distância física comemorada todo ano pelo simples fato de que jamais esqueceremos de nós mesmos… um sorriso teima em desenhar meus lábios numa quase felicidade de que minha sensibilidade sente seu abraço mais carinhoso e deixa que minha cabeça cansada encoste em seu peito ouvindo o compasso de seu coração e acalmando minha alma!

Meu amor, meu amigo… Um brinde a todos os momentos. Um brinde a vida. Um brinde a saudade. Um brinde Hoje e Sempre!

© Helena Fraga

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo