São Nicolau... e a lenda do Papai Noel



Vamos dar continuidade aos nossos símbolos de Natal? Como 06 de dezembro, foi dia de São Nicolau penso ser um bom momento para citar o “bom velhinho”.

O encanto de todas as crianças ao redor do mundo... Sim, refiro-me ao Papai Noel. Sua figura tem inspiração em São Nicolau, nascido em Patara (Ásia) no seio de uma família rica e nobre de cristãos fervorosos.

Desde tenra idade demonstrava inclinação para a vida espiritual e caridade. Em Mira (Turquia) ainda jovem, fazia doações anônimas às viúvas e aos pobres.

Seus pais morreram enquanto auxiliavam doentes durante uma epidemia e, dessa forma, o jovem herdou uma grande fortuna que repartiu entre os pobres; em seguida, ingressou na vida monástica. Costumava dizer que “seria um pecado não repartir muito, sendo que Deus nos dá tanto.”

Fez inúmeras peregrinações ao Egito, à Palestina e à Terra Santa. Quando chegou em Mira tornou-se o novo Bispo. Sofreu perseguições e foi preso por quase 20 anos, mas nunca renegou sua fé.

São Metodio conta que “graças aos ensinamentos de Nicolau, a metrópole de Mira foi a única que não se contaminou com a heresia ariana, a qual rechaçou firmemente, como se fosse um veneno mortal”.

Muitos milagres foram atribuídos a São Nicolau ainda em vida e sua fama espalhou-se entre os cristãos da Ásia. É o padroeiro das crianças, das moças solteiras, dos marinheiros e dos viajantes. Também é padroeiro da Rússia, Grécia e Turquia.

Conta-se que brota de seus restos mortais um azeite milagroso na cura de doenças conhecido como Manna Di S Nicola.

Seus ossos foram resgatados de Mira que na época já estava sob o domínio dos mulçumanos e levados para Bari, na Itália, onde repousam na Igreja de São Nicolau de Bari.

O mito do Papai Noel nasceu quando Nicolau soube da história de um pai que não tinha o dinheiro dos dotes de suas três filhas, o que as impedia de terem um bom matrimonio. Entrando em desespero, o homem decidiu encaminhá-las à prostituição. Ao saber do ocorrido, Nicolau encheu três saquinhos com moedas de ouro e, encaminhando-se à casa da família na madrugada, subiu no telhado e atirou os saquinhos pela chaminé.

Na década de 30, nos Estados Unidos a Coca-Cola pediu ao ilustrador Haddon Sundblom para criar a figura do Velho Noel de maneira saudável, realista e simbólica. Assim nasceu a representação que conhecemos até nossos dias.

Natal é tempo de milagres... é tempo de viver em família e de fazer gestos concretos de amor e caridade aos mais necessitados. Que São Nicolau possa nos aquecer o coração para que lembremos das crianças e dos pobres.



6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

© 2021 por Helena Fraga 

Desenvolvido por

multiponto-mkt-wix-preto.png
Pague com
Cadastre-se na minha newsletter
Me siga