Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas





“As armas e os Barões assinalados

Que da Ocidental praia Lusitana

Por mares nunca de antes navegados

Passaram ainda além da Taprobana,

Em perigos e guerras esforçados

Mais do que prometia a força humana,

E entre gente remota edificaram

Novo Reino, que tanto sublimaram(...)”


Canto I Os Lusíadas – Luiz Vaz de Camões





Camões, ao lado de Pessoa, encerra a alma portuguesa e eleva o quê ideal português. Certamente, não há língua mais bela e rica. Como não há sentimento mais nostálgico que a saudade, vocábulo exclusivo da nossa língua.

Portugal, um pequenino país localizado na Península Ibérica banhado pelo Atlântico e fronteiriço com Espanha, é a porta para a Europa e foi o dono dos mares nos séculos XV e XVI.

Há quem conte que a tecnologia marítima desse povo guerreiro foi inspirada nos Fenícios. Se sim ou não, o fato é que devemos os primeiros tons de globalização aos lusitanos. E muitos dos instrumentos e de tecnologias usados nas navegações também devemos a eles.

Hoje comemoramos também o Dia da Língua, data de morte de Luiz Vaz de Camões em 10 de junho de 1580. Autor da maior e mais importante obra da literatura portuguesa, Os Lusíadas narra as conquistas e suas grandes epopeias pelos mares “nunca dantes navegados”.

Viva Portugal!

Viva nossa língua portuguesa!

Viva as Comunidades Portuguesas!




Fontes de pesquisa:

https://www.calendarr.com/portugal/dia-de-portugal/

https://www.todamateria.com.br/os-lusiadas-de-luis-de-camoes/

https://brasilescola.uol.com.br/geografia/portugal.htm

https://www.historiadomundo.com.br/artigos/as-grandes-navegacoes

42 visualizações0 comentário

Posts Relacionados