Castro Alves - Dia da Poesia


Hoje comemoramos o Dia Nacional da Poesia em homenagem a Castro Alves que nasceu em 14 de março de 1847. É um poeta romântico e ficou conhecido como o Poeta dos Escravos.


Escreveu sobre os problemas sociais de seu tempo e cantou o amor. Baiano de nascença, nasceu em Curralinho – atualmente a cidade leva o nome do ilustre poeta.

Mudou-se para Salvador em 1854 quando seu pai foi convidado a dar aulas na Faculdade de Medicina. Sua mãe era professora e o menino Castro era apaixonado por poesia recitando seus primeiros versos aos 13 anos.


Iniciou de maneira atribulada a faculdade de Direito em Recife onde conheceu os ideais abolicionistas e republicanos. Também participava de saraus e encontros e atividades culturais onde conheceu Eugenia Câmara sua primeira grande paixão. A vida boemia e desregrada lhe imputa a pena da tuberculose.


Vem para o Rio de Janeiro em 1867 onde conhece Machado de Assis e em seguida para São Paulo onde termina o curso de direito no Largo São Francisco.

De volta a Salvador em 1870 publica Espumas Flutuantes único livro seu editado em vida. Uma obra lírica de beleza ímpar. Aos 24 anos em 1871 morre vitima de tuberculose.


Seus poemas são:

  • Poesias de Castro Alves

  • A Canção do Africano

  • A Cachoeira de Paulo Afonso

  • A Cruz da Estrada

  • Adormecida

  • Amar e Ser Amado

  • Amemos! Dama Negra

  • As Duas Flores

  • Espumas Flutuantes

  • Hinos do Equador

  • Minhas Saudades

  • O "Adeus" de Teresa

  • O Coração

  • O Laço de Fita

  • O Navio Negreiro

  • Ode ao Dois de Julho

  • Os Anjos da Meia Noite

  • Vozes d'África

32 visualizações

Posts recentes

Ver tudo